Pesquisar

DAVI SACER

Loading...

FAÇA PARTE DA MINHA REDE

domingo, 20 de novembro de 2011

Plantas Exóticas


begonia escargot
Planta exótica é aquela dada como proveniente de fora da flora original local. Ou seja, uma planta exótica, não é autóctone do ambiente nativo. Também diz-se que uma planta exótica é estrangeira, não é indígena.
Em muitos lugares do mundo as plantas exóticas causam desequilíbrios no ecossistema local e são consideradas como espécies invasoras. Em casos extremos, chegam a provocar a extinção de espécies animais e vegetais nativos da região aonde estas prosperam

Muitas plantas exóticas foram introduzidas em novos territórios. Inicialmente como plantas ornamentais, para controle de erosão, alimentação, ou exploração florestal. Se uma exótica se tornará uma espécie nativa é raramente entendido no começo. Assim, muitas plantas ornamentais não nativas são comercializadas durante anos até que repentinamente se naturalizaram e tornam-se espécies invasoras.
Muitas espécies introduzidas requerem contínua intervenção humana para sobreviver no novo ambiente. Outras podem tornar-se selvagens, mas não competir seriamente com as nativas.
Espécies exóticas podem trazer uma forma de extinção de plantas nativas por hibridação e “intogressão”, quer através da introdução intencional por seres humanos ou através da modificação do habitat, quando se colocam em contato com as indígenas, especialmente aquelas antes regionalmente isoladas. Estes fenômenos podem ser particularmente prejudiciais para a espécie rara que contata exóticas mais numerosas, cruza com elas e tem, todo o seu raro genoma, geneticamente inundado na criação de híbridos. Portanto, conduzindo todo o estoque de raça autóctone à completa extinção.
Ainda que algum grau de transmissão genética possa ser um normal, processo evolutivo e construtivo, já a hibridação com ou sem introgressão pode, contudo, ameaçar a existência de uma espécie rara.

Agravando esta questão, está o fato de que a dimensão deste problema nem sempre é evidente a partir de aspectos morfológicos (aparência externa da espécie).
Outro elemento é a pura competição entre espécies. Existem muitos casos graves como o da alga Caulerpa antes mencionado. Ou, por exemplo, algumas espécies de trepadeiras exóticas que simplesmente proliferam em demasia e debilitam a flora nativa crescendo excessivamente, sombreando e/ou estrangulando o seu hospedeiro até a morte.
Plantas exóticas são fascinantes e dão requinte para todos os lugares. Elas ficam muito bem em escritórios, salas de reunião, clínicas ou mesmo em apartamentos. Porém nem todas podem ser colocadas em lugares fechados ou mesmo expostas a temperaturas artificiais ocasionadas por ar-condicionado, por exemplo. Veja essas sugestões:
Aralia – essa é uma planta pouco conhecida, mas extremamente bela. Ideal para ficar próxima às janelas. Sua adubação deve ser feita uma vez por mês. Detalhe; gosta de muita água.
Dracena – mais conhecida como Pau d?água, sobrevive em vasos cheios de água. Essa planta depende de adubação intensa e de preferência diluída em água.
Ficus – a variação de tipos e forma é grande. Ela não gosta de muita água e adubação deve ser feita com regularidade, mas não em abundância. Dica, para manter esta planta saudável e bonita limpe suas folhas. O acúmulo de poeira pode prejudicá-la.
Filodendro e Jibóia – indicada para ambientes com pouco espaço, por ser uma trepadeira. Ela se adapta bem em cantos, paredes, armários ou pendurada em qualquer lugar. Adora água, borrife todos os dias, nas folhas e raízes.
Palmeira Ráfia – sua principal característica é a resistência.  Às vezes suas folhas têm a tendência de amarelar, isso mostra que a planta precisa de mais adubo. Nesse caso, retire as folhas doentes e fertilize a ráfia.
Palmeira Areca – pertence ao grupo das plantas que gostam de água e luz. Deixe-as perto da janela e regue sempre que possível.
Yuca ou Iuca – bem adaptável. Vai bem em todos os tipos de locais desde escritórios fechados até espaços abertos. Essa espécie costuma juntar grande quantidade de pó, assim limpe-a constantemente.
Zamioculca – o seu maior atributo é a beleza. Ela não é tão resistente como as anteriores. Sua adubação deve ser feita mensalmente. Cuidado, ela é sensível ao acumulo de água e poeira. Tais fatores podem levá-la a morte.

38429
farol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PLANTAS