Pesquisar

DAVI SACER

Loading...

FAÇA PARTE DA MINHA REDE

terça-feira, 22 de novembro de 2011

BELOS JARDINS

JARDINS PELO MUNDO
Para ter um jardim, mesmo que ele seja um jardim de pedras, são requisitos fundamentais espaço e disciplina, entre outras coisas. Como nem todo mundo consegue as duas coisas, há menos lugares floridos do que se gostaria. Contudo, quando alguém consegue unir os dois requisitos, o resultado é de encher os olhos, sem falar nos pulmões.
É algo assim que se vê nos jardins do Palácio de Versalhes, na França, conhecido mundialmente, no ancião jardim Yuyuan, erguido na dinastia Ming, da China, ou mesmo no Jardim Botânico de Curitiba, para ficar em algo mais perto. Há até lugares menos conhecidos e igualmente exuberantes e exóticos, como um jardim escocês aberto ao público apenas um dia do ano, outro só de esculturas gigantes ou o tailandês que parece saído de um livro de Lewis Carroll.

Cada um a seu modo, estes lugares são repletos de belezas naturais, que atraem um sem-número de visitantes todos os anos. Se o seu negócio é natureza ou paisagismo, ou os dois, reserve alguns dias das próximas férias para visitar alguns destes santuários de encher os olhos. A lista foi feita pelo blog Oddee.


The Garden of Cosmic Speculation, Escócia

O nome já diz: um local chamado "O jardim da especulação cósmica" não podia ser algo trilhado. Com inspiração tanto na matemática quanto na ciência, seu horário de visitação é igualmente excêntrico: o lugar abre ao público apenas um dia do ano.
Foi criado em 1989 e é ornado por círculos perfeitos, lagos em formatos retangulares e outros, que fazem cócegas no raciocínio dos felizardos que estiverem por lá no dia e hora certos.
















Keukenhof, Países Baixos

É difícil saber quais são as obras de arte aqui: se as sete milhões de tulipas espalhadas por todos os lados, muitas espécimes únicos no mundo, ou as esculturas que dividem o espaço em harmonia com elas.
Uma das raridades é 
a tulipa negra Baba Yaga, originária da Rússia.





























Suan Nong Nooch, Tailândia

A sensação é parecida com a de mergulhar num capítulo de Alice no País das Maravilhas.
Popular entre turistas devido à sua vista, o lugar tem muito dos cenários mais comumente descritos em contos de fada, como as casas de vila. Um jardim tropical de plantas e flores ornamentais, foi aberto à visitação em 1980.




























Versailles, França

Referência quando se fala em jardim, o lugar fica próximo a Paris e foi erguido como um tributo ao rei Luís XVI, tendo levado 40 anos para ficar pronto.
A quantidade de terra que se tirou do lugar supera até alguns terremotos de média a baixa magnitude. Além do verde, o lugar também vale a visita por suas fontes, e oferece até música ao vivo.





























Jardim Botânico de Curitiba, Brasil

Uma das principais atrações turísticas da capital paranaense, o lugar atrai não só turistas como estudantes, já que parte do campus da UFPR está no jardim.
De inspiração no jardim parisiense de Versailles, tem fontes, lagos e quedas d'água, além de uma estufa mais moderna, com estrutura metálica que lembra o Palácio de Cristal, em Londres.




























Butchart Gardens, Canadá

Um dos top do gênero jardins, Butchart atrai mais de 1 milhão de turistas o ano inteiro, não importando a estação.
Por seus mais de 50 acres de área, estão pássaros e flores raras, plantas e fontes com estátuas de bronze. Os visitantes também são agraciados com concertos permanentes, com um repertório que passeia do jazz à musica clássica.





























Yuyuan, China

Reza a lenda que foi construído na Dinastia Ming, há mais de 400 anos. Enquanto ninguém confirma ou desmente, o mistério só ajuda a aumentar o charme do lugar, feito em estilo chinês típico, com paredes enfeitadas com dragões e diversas passagens e portas que lembram labirintos.
E olha que o lugar já foi melhor cuidado: sucessivas guerras destruíram muito do projeto original, e o jardim teve de ser fechado. A última vez em que reabriu ao público, o que dura até hoje, foi em 1961.




























Shalimar, Paquistão

Construído por ordem do imperador Xá Jahan, no que é hoje o Paquistão, é feito na forma de um paralelogramo oval, e combina influências hindus e persas.
Inscrito na lista de Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco em 1981, foi construído em homenagem à esposa do Xá, Mumtaz Mahal (a história é contada na forma da músicaTaj Mahal, de Jorge Ben).




























Minneapolis Sculpture Garden, EUA

Você pode não saber onde é, mas muito provavelmente já viu fotos da cereja na colher, um dos cartões postais do jardim, entre outros objetos que lembram a mania de coisas grandes de Itu, no interior paulista.
No caso de Minneapolis, é tudo obra do escultor pop Claes Oldenburg, que, com sua mulher, Coosje van Bruggen, criaram várias das outras esculturas de grandes dimensões do lugar. De design também inspirado em Versailles, o jardim e a colher são uma forma bem humorada de fazer referência à comilança do rei Luís XIV.




























Ryōan-ji, Japão

Ryōan-ji, ou "Jardim do Dragão Pacato", fica em volta do templo zen homônimo, em Kyoto. É um pouco diferente de seus pares desta lista, pois trata-se de um jardim seco, repleto de rochas. O que não tira nada de seu esplendor, incrementado pelas idiossincrasias da arquitetura paisagística japonesa.
Por exemplo, de qualquer ponto do solo que se olhe, só é possível ver 14 pedras ao mesmo tempo. Ou talvez não: segundo a tradição, os que atingirem a iluminação suprema conseguem ver quinze.
















Fontes: 
Terra.com.br

Um comentário:

PLANTAS